+258 84 422 6560 Info@safetravel.co.mz       | B2B Portal

Login

Sign Up

After creating an account, you'll be able to track your payment status, track the confirmation and you can also rate the tour after you finished the tour.
Username*
Senha*
Confirmar Senha *
Nome*
Apelido*
Data de Nascimento *
Email*
Celular*
País*
* Creating an account means you're okay with our Terms of Service and Privacy Statement.
Please agree to all the terms and conditions before proceeding to the next step

Already a member?

Login
+258 84 422 6560 Info@safetravel.co.mz       | B2B Portal

Login

Sign Up

After creating an account, you'll be able to track your payment status, track the confirmation and you can also rate the tour after you finished the tour.
Username*
Senha*
Confirmar Senha *
Nome*
Apelido*
Data de Nascimento *
Email*
Celular*
País*
* Creating an account means you're okay with our Terms of Service and Privacy Statement.
Please agree to all the terms and conditions before proceeding to the next step

Already a member?

Login

Companhia aérea sul-africana Airlink vai restaurar mais três rotas para Moçambique: Pemba, Beira e Vilanculos

 75 total views,  2 views today

Publicado: 21 Oct 2020


A companhia aérea privada sul-africana Airlink anunciou que iria adicionar mais três destinos em Moçambique à sua rede regional, que está a ser reactivada após a eliminação progressiva dos bloqueios nacionais instituídos na África Austral para conter a pandemia Covid-19. Os novos destinos são Beira, Pemba e Vilanculos.

Os novos serviços serão todos operados a partir de Joanesburgo e, afirmou a companhia aérea, terão uma conexão perfeita com suas operações em Joanesburgo / Cidade do Cabo e Joanesburgo / Durban. As conexões também serão possíveis com outros destinos da Airlink na África do Sul e do Sul.

A rota de Pemba será reiniciada no dia 28 de outubro e as rotas da Beira e Vilanculos recomeçarão ambas no dia 10 de novembro. Cada uma destas rotas será operada duas vezes por semana. A rota da Beira vai ser efectuada às terças e quintas-feiras, Pemba às quartas e sextas-feiras e Vilanculos às terças e sábados.

Airlink destaca que as pessoas que desejam viajar para Moçambique devem preencher um questionário de saúde antes de chegarem ao país (disponível no site da companhia aérea). Moçambique não está a emitir vistos à chegada (excepto para pessoas com autorização por escrito das autoridades requeridas). Os viajantes a lazer devem apresentar um comprovante de reserva de hotel confirmada no momento do check-in para o voo. Os viajantes a negócios precisam ter vistos de negócios.

A saúde e segurança de seus passageiros e pessoal é a prioridade número um da companhia aérea. As cabines de seus aviões são equipadas com filtros de particulado de alta eficiência (Hepa), que bloqueiam 99,97% do material particulado, incluindo o coronavírus causador do Covid-19. Os filtros Hepa esterilizam continuamente o ar das cabines, que também é completamente trocado a cada três minutos.

A Airlink se descreve como “a maior companhia aérea independente da África do Sul (medido por movimentos de voo)”. Opera mais de 50 aviões comerciais a jato e no ano passado operou 55 rotas para 39 destinos em nove países africanos, além de St Helena island, transportando no processo dois milhões de passageiros (distribuídos por 63 000 voos).

 

Fonte:

Leave a Reply