+258 84 422 6560 Info@safetravel.co.mz       | B2B Portal

Login

Sign Up

After creating an account, you'll be able to track your payment status, track the confirmation and you can also rate the tour after you finished the tour.
Username*
Senha*
Confirmar Senha *
Nome*
Apelido*
Data de Nascimento *
Email*
Celular*
País*
* Creating an account means you're okay with our Terms of Service and Privacy Statement.
Please agree to all the terms and conditions before proceeding to the next step

Already a member?

Login
+258 84 422 6560 Info@safetravel.co.mz       | B2B Portal

Login

Sign Up

After creating an account, you'll be able to track your payment status, track the confirmation and you can also rate the tour after you finished the tour.
Username*
Senha*
Confirmar Senha *
Nome*
Apelido*
Data de Nascimento *
Email*
Celular*
País*
* Creating an account means you're okay with our Terms of Service and Privacy Statement.
Please agree to all the terms and conditions before proceeding to the next step

Already a member?

Login

Nyusi quer apoio em Cabo Delgado

 785 total views,  2 views today

Publicado em: 22/05/2021


Presidente moçambicano está recetivo a ajuda internacional, mas esta ainda está por definir, na véspera de uma cimeira extraordinária da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral.

Opresidente de Moçambique Filipe Nyusi disse que o país “precisa e quer apoios” para combater o terrorismo na província de Cabo Delgado, alertando para o risco de alastramento da violência extremista no território nacional e na África Austral. A ministra dos Negócios Estrangeiros, por sua vez, esclareceu que o tipo de apoio internacional a receber ainda vai ser decidido, enquanto um conselheiro de Estado critica o destacamento de forças militares estrangeiras.

“Nós precisamos e queremos apoios, sem proclamarmos a nossa resignação neste processo de defesa da pátria e da nossa liberdade”, declarou Nyusi na abertura do Comité Central da Frelimo. Nyusi anunciou a realização na próxima semana de uma cimeira extraordinária da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC) para a discussão sobre o combate aos grupos armados que atuam no norte do país. O presidente moçambicano criticou “a teimosia” dos que dizem que Moçambique tem declinado apoio na luta contra a violência armada, reiterando que o país tem a consciência de que sozinho não poderá vencer o terrorismo, por se tratar de um “fenómeno global”.

Fonte: DN

Leave a Reply