+258 84 422 6560 Info@safetravel.co.mz       | B2B Portal

Login

Sign Up

After creating an account, you'll be able to track your payment status, track the confirmation and you can also rate the tour after you finished the tour.
Username*
Senha*
Confirmar Senha *
Nome*
Apelido*
Data de Nascimento *
Email*
Celular*
País*
* Creating an account means you're okay with our Terms of Service and Privacy Statement.
Please agree to all the terms and conditions before proceeding to the next step

Already a member?

Login
+258 84 422 6560 Info@safetravel.co.mz       | B2B Portal

Login

Sign Up

After creating an account, you'll be able to track your payment status, track the confirmation and you can also rate the tour after you finished the tour.
Username*
Senha*
Confirmar Senha *
Nome*
Apelido*
Data de Nascimento *
Email*
Celular*
País*
* Creating an account means you're okay with our Terms of Service and Privacy Statement.
Please agree to all the terms and conditions before proceeding to the next step

Already a member?

Login

Moçambique: Situação da Covid-19 continua a piorar – AIM

 930 total views,  2 views today

Publicado em: 21/06/2021


As autoridades de saúde moçambicanas anunciaram no sábado que os indicadores chave para a doença respiratória Covid-19 continuaram a deteriorar-se, com o número de novos casos e a taxa de positividade a atingir níveis nunca vistos desde o início de março.

O número de pessoas hospitalizadas com Covid-19 continuou a aumentar, e o número de casos ativos da doença aumentou para quase 1.500.

Depois de dois dias sem nenhuma morte de Covid-19, um comunicado à imprensa do Ministério da Saúde relatou três mortes no sábado. Estas últimas vítimas foram homens moçambicanos com 45, 72 e 74 anos. Um deles morreu em Maputo, um em Sofala e um em Tete. Isso traz o número total de mortos de Covid-19 para 847.

Desde o início da pandemia, 575.709 pessoas foram testadas para o coronavírus que causa o Covid-19, 1.361 delas nas últimas 24 horas. Das amostras testadas, 477 eram da cidade de Maputo, 312 de Tete, 166 de Sofala, 118 de Manica, 95 de Gaza, 78 de Cabo Delgado, 66 da província de Maputo e 45 de Inhambane. Apenas quatro testes foram relatados na Zambézia e nenhum em Nampula ou Niassa.

Os dois piores hotspots Covid-19, Maputo e Tete, foram responsáveis ​​por 62,8 por cento de todos os testes.

1.117 dos testes produziram resultados negativos e 244 pessoas testaram positivo para o coronavírus. Isto eleva o número total de casos Covid-19 diagnosticados em Moçambique para 72.367. Dos novos casos diagnosticados no sábado, 233 são conhecidos como cidadãos moçambicanos e as nacionalidades dos outros 11 ainda não foram confirmadas. 134 são homens ou meninos e 110 são mulheres ou meninas. 30 são crianças com menos de 15 anos e nove têm mais de 65 anos.

116 dos novos casos foram de Tete, 79 da cidade de Maputo e 11 da província de Maputo. Portanto, entre eles Maputo e Tete foram responsáveis ​​por 84,4 por cento dos casos de sábado. Também houve 19 casos de Sofala, dez de Gaza, cinco de Inhambane e quatro de Manica. Não houve nenhuma das quatro províncias mais setentrionais (Zambézia, Nampula, Niassa e Cabo Delgado). Assim, enquanto Covid-19 atravessa Tete e Maputo, dá a impressão de estar mais ou menos sob controlo no resto do país.

A taxa de positividade (proporção dos testados que provaram estar infectados) no sábado foi de 17,9 por cento (e em Tete foi mais do que o dobro, 37,2 por cento).

A taxa de positividade nos dias anteriores foi a seguinte: sexta-feira, 11,5 por cento (194 novos casos); Quinta-feira, 9,9 por cento (165 casos); Quarta-feira, 8,6 por cento (113 casos); Terça-feira, 8,6 por cento (83 casos novos); Segunda-feira, 4,9 por cento (30 novos casos).

O comunicado do Ministério informava também que, no mesmo período de 24 horas, cinco pacientes com Covid-19 tiveram alta hospitalar (quatro em Maputo e um em Tete). Mas foram admitidos dez novos casos (cinco em Maputo, três na Matola, um em Sofala e um em Tete).

O número de pessoas sob cuidados médicos nas unidades de tratamento da Covid-19 aumentou de 40 na sexta-feira para 42 no sábado. 18 destes doentes (42,8 por cento) encontravam-se em Maputo, oito em Tete, seis em Sofala, cinco na Matola, três em Inhambane e dois em Nampula. Nenhum paciente da Covid-19 foi hospitalizado nas outras cinco províncias.

O comunicado do Ministério dizia que no sábado foi declarado que 11 pessoas recuperaram totalmente da Covid-19, todas elas em Inhambane. O número total de recuperações é agora de 70.041, ou 97,1 por cento de todas as pessoas já diagnosticadas com Covid-19 em Moçambique.

Com o número de novos casos ainda superando em muito o número de recuperações, o número de casos ativos de Covid-19 inevitavelmente aumenta – de 1.245 na sexta-feira para 1.475 no sábado. O número de casos ativos dobrou em uma semana – era 739 em 12 de junho.

A distribuição dos casos activos no sábado foi a seguinte: Maputo cidade, 658 (44,6 por cento do total); Tete, 427; Província de Maputo, 158; Inhambane, 56; Sofala, 44; Niassa, 37; Gaza, 33; Nampula, 21; Manica, 21; e Cabo Delgado, 20. Não houve casos ativos na Zambézia.

Fonte:

CLUB OF MOZAMBIQUE

Leave a Reply