+258 84 422 6560 Info@safetravel.co.mz       | B2B Portal

Login

Sign Up

After creating an account, you'll be able to track your payment status, track the confirmation and you can also rate the tour after you finished the tour.
Username*
Senha*
Confirmar Senha *
Nome*
Apelido*
Data de Nascimento *
Email*
Celular*
País*
* Creating an account means you're okay with our Terms of Service and Privacy Statement.
Please agree to all the terms and conditions before proceeding to the next step

Already a member?

Login
+258 84 422 6560 Info@safetravel.co.mz       | B2B Portal

Login

Sign Up

After creating an account, you'll be able to track your payment status, track the confirmation and you can also rate the tour after you finished the tour.
Username*
Senha*
Confirmar Senha *
Nome*
Apelido*
Data de Nascimento *
Email*
Celular*
País*
* Creating an account means you're okay with our Terms of Service and Privacy Statement.
Please agree to all the terms and conditions before proceeding to the next step

Already a member?

Login

Mais 484 mil vacinas “já estão entre nós” para imunização da população

 86 total views,  4 views today

Publicado em


O maior lote de vacinas da Covid-19 que o país recebe desde a eclosão da pandemia desembarcou ontem no Aeroporto Internacional de Maputo. Adicionadas a doação feita pela China em Fevereiro, o país já recebeu 684 mil vacinas contra a pandemia.

Já estão entre nós. Chegaram ontem à capital moçambicana pela porta do Aeroporto Internacional de Maputo, sob olhar de membros do Governo e parceiros de cooperação. São 484 mil doses da Vacina contra COVID-19, que reforçam o lote das 200 mil que chegaram em Fevereiro doadas pela China.

Das agora recebidas, 384 mil doses são da vacina da AstraZeneca. Trata-se de uma vacina que é administrada em duas doses. De acordo com a OMS, tem uma eficácia que varia de 62% a 90% e vários estudos apontam-na como eficaz contra as variantes da Covid-19 com origem no Reino Unido e Brasil (nada foi ainda dito sobre a sua eficácia para a variante sul-africana após os sul-africanos terem a suspenso do seu processo de imunização da população. A vacina da AstraZeneca é conservada a temperaturas que variam de 2ºC à 8ºC graus e recomendada a pessoas com idade igual ou superior a 18 anos, incluindo pessoas com 65 anos ou mais.

Outras 100 mil doses resultam de uma doação da Índia. A vacina doada por Nova Deli carrega o nome de Covishield e é fabricada pela Serum Institute of India, o maior fabricante mundial de vacinas. É também administrada em duas doses, deve ser armazenada em temperaturas que variam de 2º C à à 8ºC graus célsius. Tem 76 por cento de eficácia.

A Índia e os parceiros de cooperação querem garantir maior acesso as vacinas e garantem continuar a apoiar o país. “A Índia sempre acreditou na inovação. Mas esta é a primeira que nos esforçamos no desenvolvimento de uma vacina em larga escala para combatermos esta pandemia da COVID-19”, disse Ankan Banerjee, Alto Comissário da Índia no país. “

“Nós como Nações Unidas estamos muito felizes por este esforço multilateral”, reconheceu Myrta Kaulard, Coordenadora residente da organização internacional, acrescentando que “estamos disponíveis a continuar a apoiar e gostariamos que sublinhar a participação de todos os parceiros e apelamos a toda a população a aderir à vacinação”.

No dia dia em que arrancou o processo de vacinação, o Primeiro-Ministro, Carlos Agostinho do Rosário assegurou transparência na administração das doses. “Esta vacina que acabamos de receber está a ser administrada em vários países do mundo, Europa, África e Ásia, com o objectivo de evitar formas graves e mortes pela pandemia”, assinalou o governante, dando garantias de que “essas doses de vacinas que acabamos de receber serão utilizadas de forma transparente e criteriosa, respeitando o Plano Nacional de Vacinação contra a COVID-19. Reiteramos que continuaremos a promover acções diplomáticas para assegurar mais vacinas”.

Até o final deste ano, Moçambique poderá receber cerca de dois milhões de doses da vacina contra COVID-19 no quadro da iniciativa COVAX Facility. Trata-se de uma iniciativa global que visa o acesso equitativo às vacinas COVID-19 liderada por GAVI, a Organização Mundial da Saúde, a Coalização para Inovações de Preparação para Epidemias e UNICEF. Visa coordenar recursos internacionais para permitir o acesso equitativo de diagnósticos COVID-19, tratamentos e vacinas. Mais de 30 doadores estão contribuindo para a COVAX, incluíndo os Estados Unidos, União Europeia, Reino Unido, Japão, Canadá e Alemanhã.

 

Fonte:

Leave a Reply