+258 84 422 6560 Info@safetravel.co.mz       | B2B Portal

Login

Sign Up

After creating an account, you'll be able to track your payment status, track the confirmation and you can also rate the tour after you finished the tour.
Username*
Senha*
Confirmar Senha *
Nome*
Apelido*
Data de Nascimento *
Email*
Celular*
País*
* Creating an account means you're okay with our Terms of Service and Privacy Statement.
Please agree to all the terms and conditions before proceeding to the next step

Already a member?

Login
+258 84 422 6560 Info@safetravel.co.mz       | B2B Portal

Login

Sign Up

After creating an account, you'll be able to track your payment status, track the confirmation and you can also rate the tour after you finished the tour.
Username*
Senha*
Confirmar Senha *
Nome*
Apelido*
Data de Nascimento *
Email*
Celular*
País*
* Creating an account means you're okay with our Terms of Service and Privacy Statement.
Please agree to all the terms and conditions before proceeding to the next step

Already a member?

Login

Comissão liquidatária tem 2 anos e meio para extinguir Correios de Moçambique

 759 total views,  4 views today

Publicidade em: 10/06/2021


Depois de o Governo ter decidido pela extinção da empresa pública Correios de Moçambique foi indicada uma comissão liquidatária que vai conduzir o processo até ao fim.

Com um prazo de dois anos e meio (18 meses), a comissão tem a missão de fazer o levantamento de todo o património móvel e imóvel da empresa, avaliar os seus activos e preparar os processos de indemnização, reforma ou reintegração dos mais de 300 trabalhadores, distribuídos por todo o país.

Elias Chirindza, Secretário do Comité Sindical da Empresa, informou que, desde que se tornou oficial a extinção da empresa, apenas hoje é que a direcção da instituição deu uma informação concreta sobre a situação dos trabalhadores, colocando o fim a duas semanas de incertezas.

“Ontem, reunimo-nos com o Instituto de Gestão das Participações do Estado e foi-nos informado que, até meados do próximo ano, teremos a nossa situação regularizada. A comissão de gestão, que foi criada, irá determinar quais trabalhadores irão para a reforma, quantos serão indemnizados ou ainda repescados para a nova empresa, que vai substituir a empresa Correios de Moçambique”, explicou Elias Chirindza.

De referir que o Governo decidiu extinguir a companhia Correios de Moçambique em resultado do processo de restruturação em curso, um pouco por todas as empresas públicas e participadas pelo Estado.

Fonte: 

Notícias de Moçambique Hoje

Leave a Reply