+258 84 422 6560 Info@safetravel.co.mz       | B2B Portal

Login

Sign Up

After creating an account, you'll be able to track your payment status, track the confirmation and you can also rate the tour after you finished the tour.
Username*
Senha*
Confirmar Senha *
Nome*
Apelido*
Data de Nascimento *
Email*
Celular*
País*
* Creating an account means you're okay with our Terms of Service and Privacy Statement.
Please agree to all the terms and conditions before proceeding to the next step

Already a member?

Login
+258 84 422 6560 Info@safetravel.co.mz       | B2B Portal

Login

Sign Up

After creating an account, you'll be able to track your payment status, track the confirmation and you can also rate the tour after you finished the tour.
Username*
Senha*
Confirmar Senha *
Nome*
Apelido*
Data de Nascimento *
Email*
Celular*
País*
* Creating an account means you're okay with our Terms of Service and Privacy Statement.
Please agree to all the terms and conditions before proceeding to the next step

Already a member?

Login

Cartões de crédito emitidos em Moçambique podem ser banidos e algumas transacções podem levar 21 dias

 227 total views,  1 views today


Moçambique está em risco de ver os seus cartões de crédito banidos do espaço da União Europeia, devendo afectar sobremaneira o cenário financeiro nacional, e transacções concluídas no prazo de 48 horas poderão levar até 21 dias.

O dado é que o país poderá fazer parte de uma lista de nações que fracassaram no cumprimento de critérios internacionais de prevenção e combate ao terrorismo e branqueamento de capitais.

A decisão de colocar Moçambique nessa lista será tomada a 21 de Outubro, quando iniciarem as reuniões do Grupo de Acção Financeira Internacional (GAFI), em Paris, França.

Entre as sanções constam a possibilidade de uma maior demora nas transacções bancárias, de 48 horas para 21 dias, e os “cartões de crédito dos cidadãos moçambicanos poderão deixar de funcionar no espaço da União Europeia”.

Avança a “Carta de Moçambique”, citando uma fonte não identificado do Executivo, que o país não cumpriu “com as recomendações da avaliação mútua feita pelo grupo de países da África Austral e Oriental sobre a adopção e implementação de medidas contra o branqueamento de capitais e financiamento ao terrorismo publicada em Junho de 2019”.

No entanto, o GAFI já terá aprovado outas medidas para o cumprimento integral e obrigatório das recomendações de avaliação feita em 2019, devendo entrar vigorar entre finais deste ano e 2025.

Veja mais neste Site

Veja esta e mais NotÍcias

Leave a Reply