+258 84 422 6560 Info@safetravel.co.mz       | B2B Portal
pt Portuguese

Login

Sign Up

After creating an account, you'll be able to track your payment status, track the confirmation and you can also rate the tour after you finished the tour.
Username*
Senha*
Confirmar Senha *
Nome*
Apelido*
Data de Nascimento *
Email*
Celular*
País*
* Creating an account means you're okay with our Terms of Service and Privacy Statement.
Please agree to all the terms and conditions before proceeding to the next step

Already a member?

Login
+258 84 422 6560 Info@safetravel.co.mz       | B2B Portal
pt Portuguese

Login

Sign Up

After creating an account, you'll be able to track your payment status, track the confirmation and you can also rate the tour after you finished the tour.
Username*
Senha*
Confirmar Senha *
Nome*
Apelido*
Data de Nascimento *
Email*
Celular*
País*
* Creating an account means you're okay with our Terms of Service and Privacy Statement.
Please agree to all the terms and conditions before proceeding to the next step

Already a member?

Login

VISTO ELECTRÓNICO VAI CATAPULTAR O TURISMO NACIONAL

Os Ministros da Cultura e Turismo, Eldevina Materula, do Interior, Amade Miquidade, e da Terra e Ambiente, Ivete Maibaze, assinaram, esta segunda-feira, na Sede do Serviço Nacional de Migração (SENAMI), em Maputo, um memorando de entendimento que visa cooperação entre os três ministérios no desenvolvimento e testagem de um
sistema piloto de vistos electrónicos (eVisa) no país, no âmbito da
implementação do projecto MOZBIO 2. A introdução do visto Electrónico (e-Visa) vai, dentre vários ganhos, permitir, a nível nacional, conhecer o potencial turista que visita Moçambique, acelerar a flexibilidade na emissão de visto, impedir a retenção de passaportes nas embaixadas, incrementar o fluxo turístico e atrair investidores, melhorar a segurança na tramitação dos processos de autorização do Visto.

Na ocasião, a Ministra da Cultura e Turismo, Eldevina Materula, disse que este é um ganho incalculável para o sector do Turismo, pois “é uma janela fundamental na promoção de Moçambique como destino turístico. A introdução do Visto Electrónico será uma medida de grande impacto na economia moçambicana, pois o turismo possui alta capacidade de geração de divisas, gerando assim renda para uma população cada vez mais activa”.

Por sua vez, a Ministra da Terra e Ambiente, Ivete Maibaze, disse que “a sustentabilidade financeira das áreas de conservação passa necessariamente pelo aproveitamento das oportunidades existentes na Economia da Vida Selvagem e na melhoria dos mecanismos de colecta das receitas provenientes do turismo contemplativo e cinegético das áreas de conservação”.

A introdução do Visto Electrónico surge como uma das soluções a adoptar no período pós-COVID-19, tendo em conta a necessidade de reposicionar Moçambique de forma competitiva a nível internacional e alavancar a economia nacional.

Reforçando os ganhos que o E-Visa vai trazer, o Ministro do Interior Amade Miquidade, afirmou que “o Visto Electrónico é um grande passo porque garante um contacto entre o solicitante e as autoridades de Migração, e poderá ser solicitado a partir de qualquer parte do mundo. É um grande passo tecnológico que colocará o país na rota dos destinos preferenciais do turismo mundial”

O Visto electrónico assenta no Plano Estratégico de Desenvolvimento do Turismo 2016-2025, que prevê que Moçambique se torne um dos destinos turísticos mais vibrantes, dinâmico e exótico de África.

FONTE:
clubofmozambique

Leave a Reply

0 Shares 8 views
Copy link
Powered by Social Snap
Login