+258 84 422 6560 Info@safetravel.co.mz       | B2B Portal
pt Portuguese

Login

Sign Up

After creating an account, you'll be able to track your payment status, track the confirmation and you can also rate the tour after you finished the tour.
Username*
Senha*
Confirmar Senha *
Nome*
Apelido*
Data de Nascimento *
Email*
Celular*
País*
* Creating an account means you're okay with our Terms of Service and Privacy Statement.
Please agree to all the terms and conditions before proceeding to the next step

Already a member?

Login
+258 84 422 6560 Info@safetravel.co.mz       | B2B Portal
pt Portuguese

Login

Sign Up

After creating an account, you'll be able to track your payment status, track the confirmation and you can also rate the tour after you finished the tour.
Username*
Senha*
Confirmar Senha *
Nome*
Apelido*
Data de Nascimento *
Email*
Celular*
País*
* Creating an account means you're okay with our Terms of Service and Privacy Statement.
Please agree to all the terms and conditions before proceeding to the next step

Already a member?

Login

A Concorrência À LAM É Benéfica.

Governo De Moçambique Diz Que A Concorrência À LAM É Benéfica Para O Sector

 O Governo Moçambicano exortou a companhia aérea nacional de bandeira LAM – Linhas Aéreas de Moçambique, a preparar-se para operar num contexto de concorrência, assinalando que a presença de mais companhias no país é benéfica para o setor.

“É preciso que todos trabalhemos, porque a concorrência não mata ninguém, pelo contrário, faz com que melhoremos os nossos serviços para podermos conseguir concorrer no mercado”, disse a vice-ministra dos Transportes e Comunicações, Manuela Rebelo, em declarações publicadas nesta quinta-feira, dia 27 de dezembro, no jornal nacional ‘Notícias’, que se publica na cidade de Maputo.

A vice-ministra referiu-se diretamente à presença da Ethiopian Moçambique Airlines, assinalando que a companhia está registada no país onde está a operar desde o início do corrente mês de dezembro.

Manuela Rebelo sublinhou que a LAM está a dar sinais de recuperação, depois de uma nova administração ter sido indicada pelo Governo para assumir a companhia.

“O apelo do executivo moçambicano para que a transportadora de bandeira se adapte ao desafio da concorrência surge depois de o comité sindical da LAM ter manifestado preocupação com a entrada em Moçambique da Ethiopian Airlines, por considerar que a estratégia desta transportadora assenta em práticas de concorrência predadoras”, refere um despacho da agência de notícias portuguesa ‘Lusa’.

 

Leave a Reply

0 Shares 61 views
Copy link
Powered by Social Snap
Login